You are currently browsing the tag archive for the ‘virabhadrasana’ tag.

Significado do nome:

Virabhadra: Nome de um guerreiro; Postura do Guerreiro Virabhadra;

 

Essa postura foi assim chamada por causa de um guerreiro chamado Virabadra, cuja história é contada no épico Kumarasambhava. Uma pratica regular desse ásana ajuda a desenvolver força e resistência. As etapas da postura exercitam os membros e o tronco vigorosamente, reduzindo a rigidez do pescoço e dos ombros. E também torna os joelhos e articulações do quadril mais flexíveis.

CONFIRA A LENDA CONTADA PELO MESTRE IYENGAR

Certa feita, Daksha celebrou um sacrifício, mas não convidou sua filha Sati nem seu marido Shiva, chefe dos deuses. Sati, porém, foi ao sacrifício, mas tendo sido humilhada e insultada, lançou-se ao fogo e morreu. Quando Shiva soube do fato, sentiu-se profundamente ultrajado, arrancou um fio de cabelo de um de seus cachos e lançou-o no chão. Surgiu um poderoso herói chamado Virabhadra, que ficou esperando suas ordens. Ele foi incubido de liderar o exercito de Shiva contra Daksha e destruir seu sacrifício. Virabhadra e seu exercito apareceram em meio à reunião de Daksha como um furacão e destruíram seu sacrifício, afugentaram os outros deuses, sacerdotes e decapitaram Daksha. Shiva, condoído por Sati, retirou-se para Kailas e mergulhou em meditação. Sati renasceu como Uma, na casa de Himalaia. Ela procurou conquistar novamente o coração de Shiva e conseguiu. A história e contada por Kalidasa em seu grande poema “Kumara sambhava” (“O nascimento do Condestável”). Este ásana é dedicada ao poderoso herói criado por Shiva com o fio de seu cabelo.

 

TÉCNICA – IYENGAR

 

  1. Coloque-se em tadasana.
  2. Erga os braços acima da cabeça. Estique-se e junte as palmas das mãos.
  3.  Inspire profundamente e, com um salto (ou dê um passo grande para trás), afaste as pernas a 1,50 metros ou mais, se possível.
  4.  Expire lentamente, gire o pé direito 90 graus para o lado direito e o pé esquerdo levemente para a direita, flexione a perna direita à altura do joelho até que a coxa e a perna fiquem em ângulo reto e a coxa direita paralela ao chão. O joelho dobrado não deve se estender além do tornozelo, mas ficar na mesma linha do calcanhar.
  5. estenda a perna esquerda e firme o joelho.
  6. o rosto, o tórax e o joelho direito devem estar alinhados com o pé direito. Erga a cabeça, estique a coluna do cóccix a cabeça e olhe para as palmas unidas acima da cabeça.
  7. mantenha a posição por 20 ou 30 segundos respirando normalmente.
  8. repita para o lado esquerdo.
  9. expire e salte de volta à tadasana.

 

Obs.: Todas as posições de pé são forçadas, em particular esta. Não devem ser tentadas por pessoas de coração fraco. Mesmo as pessoas medianamente fortes não devem ficar muito tempo nesse asana.

DICAS PARA AUMENTAR A CONSCIÊNCIA DENTRO DA POSTURA

–  Afaste os ombros e as escápulas, uma da outra. Inspire e sinta a expansão da caixa torácica.

– Ative uddhyana bandha.

– Para aumentar a concentração, fixe o olhar nos polegares unidos.

 

FOCO ANATÔMICO

Pernas, quadril, parte superior do peito/costas.

 

BENEFÍCIOS

– Melhora a capacidade respiratória pela expansão do tórax;

– Ajuda no tratamento de desvios de discos;

– Reduz a gordura em torno do quadril;

– Alivia as dores na região lombar;

– Desenvolve flexibilidade dos quadris e cria estabilidade pélvica.

– Tonifica órgãos abdominais.

– Aumenta o vigor geral do corpo.

– Desenvolve força, resistência, habilidade, equilíbrio, agilidade e robustez.

– Melhora a artrite dos ombros e da lombar.

– Fortalece as pernas, principalmente tornozelos e coxas.

– Fortalece os ombros, braços e costas.

 

APLICAÇÕES TERAPÊUTICAS

– Ciática;

– Lombalgia;

 

VARIAÇÕES

A posição das mãos e/ou dos braços podem variar, de acordo com cada caso. Em geral, a postura completa ajuda a flexibilidade dos ombros e braços, mas pessoas com enrijecimento dessas áreas pode sentir dificuldade em fazer a postura completa, sendo viável, então, as variações.

 

CONTRA-INDICAÇÕES E CUIDADOS

Não indicado para cardíacos, hipertensos, portadores de palpitações, cardialgia, diarréia ou disenteria.

Mulheres com menorragia e metrorragia também devem evitar esse ásana.

Praticantes com problemas no pescoço devem manter a cabeça alinhada com a coluna.

Pessoas muito obesas.

 

TRABALHO MENTAL E ENERGÉTICO

– Trabalha a coragem, a auto-estima, sendo ideal para pessoas tímidas e introvertidas.

– Aumenta a agilidade mental.

– Ensina a encarar a vida de frente, comum coração aberto e honesto.

– Energização do Múladhara Chakra e do Anáhata.virabadrasana-1-2web

Pratique Yoga!

O Tridente de Shiva, chamado em sânscrito como Trishula, é a arma de Shiva com a qual Ele destrói a ignorância dos seres humanos. As três pontas representam as três qualidades (Gunas) da matéria: Inércia (Tamas), Movimento (Rajas) e Equilíbrio (Sattva). A busca do praticante começa em buscar Sattva e termina quando transcende todas as qualidades da matéria, quando, então, se atinge Moksha, a Libertação, que é objetivo final de toda prática verdadeiramente hindu.

agosto 2017
S T Q Q S S D
« set    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Hare Rama Krishna

Hari Om. Após o final da Dvápara Yuga, Sri Nárada Muní dirigiu-se pessoalmente ao Senhor Brahma, na ocasião do início da Kali Yuga -era das trevas - e perguntou-lhe: "óh! Bhagavan (mestre) como poderei na terra ser capaz de atravessar a Kali yuga?"
No que o Senhor Brahma lhe respondeu: "óh Sadhu, as Escrituras Sagradas mantém isso em segredo e oculto, e através do qual você vencerá o Samsára na Kali-Yuga; trata-se simplesmente do ato de reverenciar o nome do Senhor Primordial, Sri Narayana (Sri Krishna) através dos Santos Nomes.

O sábio Nárada mais uma vez perguntou: "Quais são esses nomes?, "no que Sri Brahma (Hyranyagarbha) respondeu-lhe: "Os Santos Nomes do Senhor, conforme dito nos Vedas, são:

Hare Rama Hare Rama Rama Rama Hare Hare
Hare Krishna Hare Krishna Krishna Krishna Hare Hare

Estes dezesseis nomes aniquilam os maus efeitos na Kali-Yuga, e não há meio melhores do que Eles, que possam ser vistos nos Srutis. Estes dezesseis nomes destróem a imobilidade do Jíva, rodeando-o com dezesseis raios (kalas). E tal qual a branca luz do sol dissipa as nuvens escuras, atuando como um círculo mágico protetor de todas as entidades vivas existentes, e assim desvelando o Parabrahman (o Absoluto).

Kalishantarana Upanishad

ATENÇÃO: Sobre os materiais publicados e distribuídos neste Blog

Lei Nº. 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998 Lei sobre os Direitos Autorais Art. 46. Não constitui ofensa aos direitos autorais: III - a citação em livros, jornais, revistas ou qualquer outro meio de comunicação, de passagens de qualquer obra, para fins de estudo, crítica ou polêmica, na medida justificada para o fim a atingir,indicando-se o nome do autor e a origem da obra; Este Blog está de acordo com a Lei acima mencionada.

Ganesha Shatakam Strotam – Mantra Védico para Ganesha

Narada disse:

Inclinando a cabeça, eu saúdo o Senhor removedor dos obstáculos, filho da divina Gauri; seu coração é a morada de todos seus devotos; medito, neste momento, em você, para que possam ser removidos todos os obstáculos ora no meu caminho.

Nomes de Ganesha através dos quais ele deve ser lembrado:

1 – Aquele que tem a tromba curva;

2 – Aquele que tem um dente;

3 – Aquele cujo veículo é um rato escuro;

4 – Aquele que tem a face de elefante;

5 – Aquele que tem um grande abdome;

6 – O grande;

7 – O rei dos obstáculos;

8 – Aquele que tem a cor escura;

9 – Aquele que tem a lua na testa;

10 – O removedor dos obstáculos;

11- O Senhor dos ganas, forças de Shiva;

12 – Aquele cuja forma é de elefante.

Ó Senhor, para aquelas pessoas que recitam os doze nomes três vezes ao dia (ao nascer do sol, ao meio dia e ao pôr-do-sol) que não haja medo de obstáculos e que tudo seja realizado.

Para aquele que deseja conhecimento, o conhecimento é adquirido. Para aquele que deseja riqueza, a riqueza é conquistada. Para aquele que deseja filhos, filhos serão alcançados. Para aquele que deseja libertação, os meios para ela serão encontrados.

Os versos de Ganesha devem se recitados durante seis meses, e o fruto será alcançado. Haverá sucesso no espaço de um ano, não há dúvida quanto a isso.

E tendo sido escrito, aquele que copiar os versos e distribuir a oito brahmanas conseguirá todos os conhecimentos, com as bençãos do Senhor Ganesha.

Assim, completam-se os versos encontrados no Shri Narada Purana ao Senhor Ganesha, para a destruição dos obstáculos.